sexta-feira, 20 de maio de 2011

E chegámos ao fim... Foi uma semana intensa, animada, e, sobretudo, INESQUECÍVEL!



No dia 16 de Maio, inauguração da Semana da Leitura, houve uma sessão sobre SeguraNet, encontro com Maria João Gomes Núncio, autora infantil de histórias da nossa História, feira do livro, animação no polivalente ao som de Bethoven, Ler Sons Ouvir Música na BE com os músicos José Luís Silva e André Penas, para as turmas do ensino articulado de música e a Hora do Conto com a professora Isabel Fernandes, a anterior coordenadora do nosso espaço de magia. Foi um dia cheio! 

No dia 17 de Maio, a Hora do Conto foi feita por três fantásticos alunos da nossa turma PIEF e o público foi o 3ºano do Agrupamento. De manhã à tarde andámos numa roda viva, de escola em escola, a semear leituras. Houve também o PARE, ESCUTE E LEIA, uma das imagens de marca da nossa BE!

18 de Maio, chegou a vez do ensino pré-escolar visitar a BE e ouvir contos de encantar. Houve animação no intervalo com Bohemian Rapsody dos Queen, interpretada pelas turmas 5ºE e 6ºA. O professor Rafael Reis dirigiu o coro enquanto o professor José Luís Silva acompanhava ao som de violoncelo. Ainda na BE, nova sessão de SeguraNet com o professor Miguel Gaspar. Foi uma manhã muito engraçada, lá isso foi.

A 19 de Maio, a poesia, pelas palavras de Teresa Maria Queiroz ocupou a nossa manhã na BE.
Houve partilha de emoções, e pudemos escutar o que os nossos alunos sentem no início da adolescência.
No intervalo grande da manhã, os "Take 5" ( grupo de hip-hop da nossa escola) dançaram e encantaram. À tarde, mais uma sessão de SeguraNet com o professor Miguel Gaspar.


Para finalizar, no dia 20, encerrámos a semana com chave de ouro, Margarida Pedrosa, autora do romance histórico passado na nossa cidade, Évora. O tema intemporal: o AMOR. 
Margarida Pedrosa, nossa colega, mãe de uma das nossas alunas fala com tal emoção das paixões históricas que nos leva numa viagem pela nossa História ao encontro dos amantes perdidos no tempo. 

A Biblioteca agradece a todos os intervenientes nesta SEMANA DA LEITURA, que é sempre uma aventura, a todos os que colaboraram para que fosse um SUCESSO! 

quinta-feira, 19 de maio de 2011

E finalmente, Sexta-feira, 20 de Maio, MARGARIDA PEDROSA


Margarida Pedrosa nasceu em Évora em 1964. Licenciada em História, divide a sua vida entre a escola e a escrita. É professora desde 1988, tendo participado como representante portuguesa no congresso internacional da ASCD-Association for Supervision and Curriculum Development, onde apresentou a comunicação "Educação em Portugal: perspectivas face à integração europeia". Edita o seu primeiro livro em 2001 (a colectânea de contos Água de Lobo), publicando no ano seguinte o romance Paulina. Em 2003 edita Goias, nova compilação de contos. Só ao Bispo me Confesso é o seu primeiro romance histórico.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Quinta-feira, 19 de Maio, TERESA MARIA QUEIROZ

Teresa Maria Queiroz nasceu em 1964, em Lisboa, onde viveu e cresceu.
Criada no seio duma família com uma forte ligação às mais variadas manifestações de arte é, desde cedo, fortemente sugestionada a desenvolver a sua criatividade latente. Começou a sua aventura literária em 2009 com o seu primeiro livro, Continuando assim ..., uma narrativa sobre a importância dos sentimentos. Uma mulher que segue o seu rumo apesar de todas as adversidades.


«Se eu fosse uma pessoa sensata... devia ir fazer pic nics com um gira-discos atrás de mim... a carregar discos de vinil num saco, atirando tudo o que me sente para o ar. Se eu fosse sensata era isso que fazia! E já!...»

Nem precisava de tantas raízes de vida
Nem precisava de tanto entrelaço
Em troncos caídos em terra
Como serpentes se movem
Nem precisava de corpos esguios
Nem precisava de tantas vidas sobrepostas
Nem precisava de tanto entrelaço
Só da força que se junta
Só da força que se sente em corpos de serpentes móveis
Nem precisava de rebentos verdes
Só do castanho da terra
Da força que não se move
Do tronco que não se parte
Da vida que só se sente
do rastejar agoniante
Nem precisava de tantas …
De tantas… raízes de vida .
Teresa Maria Queiroz

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Segunda-feira, dia 16 de Maio, começa em grande





Maria João Gomes Núncio, autora de histórias  ilustradas para os mais pequenos,  histórias de portugueses que se destacaram ao longo da História por dedicarem a vida aos outros e que são muitas vezes esquecidos .
São vidas heróicas, de grande dedicação que podem agora ser transmitidas aos mais pequenos através de ilustrações muito apelativas.

O Programa...

Semana Da Leitura -Programa

SEMANA DA LEITURA - 16 a 20 de Maio


quarta-feira, 4 de maio de 2011

MADREDEUS - Haja o que houver - A música em português

5 de Maio, Dia da Língua Portuguesa e o Acordo Ortográfico...

O Dia da Língua Portuguesa e da Cultura é comemorado em 5 de Maio, sendo promovido pela CPLP e celebrado em todo o espaço lusófono.
A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é uma organização assinada entre países lusófonos, que instiga a aliança e a amizade entre os signatários. 


«Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa. Nada me pesaria que invadissem ou tomassem Portugal, desde que não me incomodassem pessoalmente. Mas odeio, com ódio verdadeiro, com o único ódio que sinto, não quem escreve mal português, não quem não sabe sintaxe, não quem escreve em ortografia simplificada, mas a página mal escrita, como pessoa própria, a sintaxe errada, como gente em que se bata, a ortografia sem ípsilon, como o escarro directo que me enoja independentemente de quem o cuspisse.»

Fernando Pessoa, representado pelo heterónimo Bernardo Soares, 
in Livro do Desassossego
grelha_novo_acordoII_2011